terça-feira, 14 de junho de 2016

Horto

O coração partido
Foi aos cacos no terreiro
Aguou-se com as lágrimas
Para florescer um campo
De coração em pedaços
Foi crescendo as plantações
Deu flores, frutos, paixões
Poema pra tudo que é lado

No terreiro semeado
É tempo de amor
Espalhado