segunda-feira, 29 de novembro de 2010

A Parábola do Pássaro


A Parábola do Pássaro

Queriam que ela estivesse lá
Branca, bela e imponente
Mas ela não foi
Estava presa em uma gaiola de ouro

Queriam que ela estivesse lá
Com suas asas largas e eficazes
Com o seu busto estufado e charmoso
Mas estava faminta, não pode decolar

Ainda sim, queriam que ela estivesse lá
Desfilando seu andar simpático e faceiro
Apresentando-se como regozijo à angústia
Mas ela tinha medo do barulho dos fogos

Eles a queriam lá, mas ela não foi
Usaram a força, mas ela não foi
Preparam o espetáculo, mas ela não quis ir
Pois, acostumada com o teatro de rua
Não gostava de palcos e plateias encobertas

Não entendiam como ela não estava lá 
Pois eles queriam!
Queriam-na simbólica, inspiradora, emblemática
E eles sempre conseguiam o que queriam
Mas tímida, ela não abriu o bico

Eles a queriam muito
E não compreendiam sua ausência
Ora, uma pomba não voa assim
Presa, com fome e com medo