domingo, 6 de novembro de 2016

Fatal

A cerveja angustiada
Calada no brinde
Da alma blindada
Engolida como as dores
Da calada da noite
E da noite calada