sexta-feira, 11 de novembro de 2011

Oração

Vem Madrugada
Tu não és de nada
Saia da espera
Venha ao combate
Cubra-me de porrada
Salte como fera
Leve-me a nocaute
Dê sua cambalhota
Soque minha face
Venha até aqui
Mostre-me a derrota
Siga sua rota
E deixe-me dormir