terça-feira, 15 de março de 2011

A Primeira Pessoa

Eu era a primeira pessoa. Uma pessoa sozinha, uma só pessoa que vivia sua singularidade achando que podia falar de Nós, por Nós e para Nós.

Eu queria fazer tudo para que Nós desse certo. Então Eu buscava tomar todas as atitudes para facilitar o caminho de Nós. Eu pensava por Nós, comia por Nós, cantava por Nós...

O problema era que Eu não percebia que Nós era muito maior que Eu. Nós precisava de algo muito mais que Eu e Eu não poderia fazer nada sozinho que fosse realmente bom e relevante para Nós.

Eu queria tanto ajudar Nós que na verdade só pensava em si mesmo. E enquanto Nós vivia, construía, conquistava, Eu só enxergava a si mesmo e dizia “Eu faço, Eu posso, Eu consigo”.

Eu estava só. Eu era sempre e somente só. Eu era a pessoa mais egoísta do mundo. A primeira pessoa do singular.

Wescley  P.