terça-feira, 15 de dezembro de 2015

Angústia

Aqui estrebucha
Um vácuo estranho e gélido
Um buraco que cresce sem parar
No vazio que a incerteza cavou
Grita o oco do mundo
Em mim