terça-feira, 13 de junho de 2017

SP I

Um homem dorme
Sob o sol
Uma mulher grita
Para vender
Uma garota sorri
Para o colega
O motorista canta
Do lado de lá do parabrisa
Rente ao poste
O pedestre atropela
O pé do porteiro
O tempo corre por baixo
Do verde da cidade cinza
Na esquina mais famosa do Brasil
Dois jovens aparecem
E o concreto testemunha
Um beijo de saudação
Enquanto tudo isso acontece
Eu observo e penso
Oh vontade de cagar