terça-feira, 5 de março de 2013


Uno versos pra matar o tempo
Universo lento
Na palma de minha mão
Perto parto e tal sofrimento
Num universo de dor-ação

Uno versos em teimas e tentos
Tanto tato, como tão
Universo doando lamento
Poema pronto
Que

li
dão