segunda-feira, 3 de março de 2014

Lucy mundo cão: pedigree vida loka!!!


 Com a chegada do feriadão de carnaval nos encontrávamos num dilema sobre a ração da Lucy que já estava acabando. Não iriamos até Palmas comprar antes do carnaval, também não queríamos aquelas mega-vagabundas bem baratinhas parecidas com as rosquinhas Chocoleite da fábrica de biscoito Estrela.

 A ração que utilizamos é de um meio termo, nem sofisticada, nem fuleiragem, sendo assim, por falta de opção, não havia outro jeito do que comprar emergencialmente um pequeno saco da mais recomendada pelo veterinário, da mais reconhecida no mercado e da mais cara da prateleira: a pedigree.

 Imaginei: Lucy vai ter o carnaval de gente rycca!!! Do jeito que é gulosa e come tudo, quando olhar pra isso aqui vai colocar a casa abaixo (não que ela já não faça isso, no entanto, imaginei ela dançando lepo-lepo ao som de "Os Negos" até em deixar ela comer todo o pacote de uma vez só).

 Doce ilusão. Na real, dona Lucy nem tocou na ração. Detestou! Comia só quando já estava definhando, morrendo, fazendo cosplay da cachorra Baleia no Morte e Vida Severina. Lucy, a contragosto, ia catando alguns grãos, tirando os mais macios e coloridos de lado e deixando quase tudo para as formigas. Em dois dias comeu pedra, capim, besouros, formigas, lesmas, papel, sua próprias fezes (isso mesmo!), mas não quis acordo com a tal pedigree.
 
O momento mais crítico (e preocupante) foi quando as obvias irregularidades intestinais começaram a aparecer. Lucy começou a vomitar todo esse universo de coisas que estava colocando para dentro.
Naquela gosma asquerosa tinha de tudo, menos pedrigree. Lucy, empenhada em suas convicções resolveu degustar seu próprio vômito como se dissesse: prefiro os detritos daquilo que sobrou dentro de mim a sucumbir aos deleites da comida da elite, das desigualdades caninas e do discurso nazista de raças superiores!

 Agora aproveitei que os mercadinhos daqui abriram pela manhã e comprei uma ração mais dura do que rapadura! Virou festa, virou farra, virou banquete! Viva a Lucy que é do povão e prefere merda a caviar, gosta mesmo é de farinha e água, vira-lata original, pedigree das ruas, vida loka desse mundo cão!!!

 (Foto[flagra!] da Lucy no seu lugar preferido [e proibido!])