terça-feira, 9 de maio de 2017

Exaustão

É oficial, estou cansado
Passou da hora de cortar
Um dobrado
Um chopp em dobro
Seu garçom, eu lhe pago!
Quero deitar e sossegar
Meu riscado
Meu verso arisco
Que corre o risco
Colado
De colorido passou a ser
Desbotado
Então botei
Minha viola no saco
Sacolejei meu coração
Malfadado
E não compus a aquele meu
Triste fado
Me enfadei
No feno e fui
Bem ferrado
Cantar bem longe
Desse canto e do fardo
Decantado