terça-feira, 23 de agosto de 2016

Pedregulhos

Com a bandeira como venda
Para não enxergar o todo
Fez da causa a desculpa
Tropeçando consequências
Municiou-se de bravatas
Ante o poço profundo
Para jogar pedregulhos
Rochas de senso comum

Maquiada por vaidade
Eis a máscara da novidade
Centrando na superfície
Com as raízes de sempre